A Graça de Amado Swami sobre o sr. Vadgama


No Sábado, o gerente daquela firma telefonou desculpando-se: “Lamento, mas não podemos realizar o trabalho, porque está avariado o equipamento necessário para içar máquinas tão pesadas!”

O Sr. Vadgama contactou outras firmas de transporte, mas em vão! E finalmente, sentindo-se muito desanimado, decidiu pedir a Deus que resolvesse este problema. Encontrava-se no pavilhão na madrugada de Domingo, quando um homem de pequena estatura se aproximou e lhe disse: “Precisa de alguém para mudar as máquinas?” Surpreso, o Sr. Vadgama retorquiu, “Quem o informou?” Ele assegurou, “Eu posso efectuar o trabalho.” O Sr. Vadgama indagou, “Onde tem o seu equipamento de elevação?”

O homem declarou, “Está lá fora. Diga-me onde estão as máquinas que é necessário erguer, e o local exacto onde as colocar.”
O Sr. Vadgama orientou, “Por favor, leve as máquinas para as instalações da porta ao lado, que eu passarei pela porta entre os dois pavilhões e o ajudarei.” O Sr. Vadgama estava admirado ao ver este homem a içar a máquina de 7 toneladas. Transportando-a através da porta de entrada, o homem disse, “Sei que não está seguro do local onde fixar esta máquina. Eu mostrar-lhe-ei o local correcto!” Levou-a para um canto e acrescentou, “Este é o melhor lugar. Agora permita que eu traga as outras máquinas.”

No espaço de meia hora as duas outras máquinas foram erguidas, e o Sr. Vadgama, com grande satisfação e felicidade, quis saber, “Quanto lhe devo pelo seu trabalho?”. O homem respondeu, “Pode-me dar o que achar justo!” O Sr. Vadgama tinha 70 libras no bolso e propôs, “Tenho comigo apenas 70 libras. Poderei pagar o restante em cheque, se concordar!” O homem replicou de uma maneira estranha, “Para mim esta quantia basta”. O Sr. Vadgama insistiu, “Tem a certeza?”

Ele confirmou, “Sim, Senhor”. Quando o Sr. Vadgama meteu a mão no outro bolso encontrou uma nota de 5 libras e disse, “Olhe, tome uma bebida com ela!”

O homem pegou no dinheiro e saiu rapidamente. Quando o Sr. Vadgama se apercebeu, de que o homem esquecera uma roda e um pneu, pediu ao filho, Niraj, que o fosse chamar. Niraj saiu e não viu ninguém!

Comentou para seu pai, “Como é possível que o homem, com todo aquele equipamento de elevação, desaparecesse tão rapidamente?

Certamente que isto é um milagre!” Pai e filho, correram ambos até à rua principal para ver se o descobriam, mas não descortinaram ninguém.
Imediatamente, o Sr. Vadgama chamou-nos e contou a história.

Todos nós sabíamos que o homem não poderia ser outro senão Nosso Amado Senhor Sai! E que realizara o trabalho de, pelo menos duas horas, em apenas 40 minutos! A esposa do Sr. Vadgama lamentou-se, que não tivesse oferecido ao desconhecido uma taça de chá ou de café! A roda e o pneu recordam o acontecimento. Esta história difundiu- se por entre os devotos de todo o Reino Unido.

Amado Swami diz: Os Meus milagres são parte dos poderes ilimitados de Deus e não são expressão de poderes yoguicos, os quais são adquiridos. São naturais e não forçados. Não há seres invisíveis a ajudar-me. O Meu poder divino traz os objectos num instante. Eu estou em toda a parte. Os Meus, assim chamados, milagres, além de serem prova espontânea do Meu amor, plantam a semente da fé nas mentes dos descrentes, e nutrem a humanidade e a veneração em direcção a um Poder Superior.

Cresceu a fé do Sr. Vadgma, e aproximou-se de devotos Sai para organizar a sâdhana espiritual de laksharchana no pavilhão, antes do início do empreendimento. Na véspera do programa, os devotos trouxeram duas grandes fotos de Shirdi Sai Baba e Sathya Sai Baba, e colocaram-nas sobre a mesa que serviria de altar no dia seguinte.

De manhã, quando o Sr. Vadgama entrou no armazém e deparou com as fotos, comentou para si mesmo, “Estas fotos têm tanto pó, por que foi que as pessoas não as limparam antes de as trazer?” Foi procurar um pano para as limpar, quando alguém entrou e o alertou, “Por favor, não faça isso. Essa é a Graça de Bhagavan. Ele está derramar vibhuti para os devotos!” E logo o Sr. Vadgama questionou, “Quem é este homem idoso?” Todas as coisas lhe foram explicadas a respeito de Shirdi Sai Baba.

Participaram cinco mil pessoas na laksharchana. Ali anunciaram: “Sentimo-nos muito afortunados por ter o doutor [Gadhia] connosco para realizar esta grande sadhana espiritual, porque ele viaja amanhã para a América.”

Transmitidas todas as explicações, iniciámos a laksharchana e Amado Swami provou a Sua omnipresença — isto é, vibhuti caía continuamente das grandes fotos, enquanto se cantava o mantra Aum Sri Sathya Sai Krishnâya Namaha. Este fenómeno, que confirma a grandeza de Amado Swami e da Sua mensagem, foi contemplado por todos os devotos. Noutro momento de laksharchana, viram-se pétalas de rosa a cair de uma grinalda que decorava uma grande foto de Amado Swami. Toda a gente presente observou o fenómeno, e estas notícias chegaram aos devotos do Reino Unido.

Assistiram ao evento Hirabhai e Chandanben de Pensacola, E.U.A., que me foram apresentados pela minha irmã. Convidaram-me a realizar laksharchana na sua residência, durante a nossa visita à América.

A minha irmã Hansa incluiu Pensacola no nosso programa, e Amado Swami abençoou o acontecimento com o rebentar de um coco colocado no altar.


O Sr. Vadgama vai à Índia para encontrar Baba

Cresceu a fé do Sr. Vadgama e foi a Prasanthi Nilayam. Ele desconhecia totalmente as regras do ashram. Amado Swami não olhou para ele durante uma semana, e ele murmurou para um devoto que se sentava próximo, “Que tipo de Deus é Ele? Nem sequer olha para nós!” A pessoa ao lado informou, “Este senhor [apontando para alguém] é Australiano e senta-se aqui, há mais de um mês, sem a atenção física de Swami!”

Desapontado, o Sr. Vadgama decidiu partir no dia seguinte e regressar ao Reino Unido. Antes de partir, ouviu que Baba tinha também saído de Prasanthi Nilayam para Whitefield, próximo de Bangalore.

Pensou consigo, “Agora não preciso de me preocupar, posso viajar para o Reino Unido.” No percurso para Bangalore, o condutor do táxi tentou encorajá-lo, dizendo, “Não desanime, Baba está com os devotos em Whitefield e certamente que Ele reconhecerá fisicamente a sua presença ali.” Todavia o Sr. Vadgama não se mostrou interessado.

Pediu ao condutor para o levar até um bom hotel, em Bangalore, para um completo descanso, e no dia seguinte sairia para o aeroporto a fim de apanhar o voo da 1 da tarde, rumo a Bombaim.

O condutor insistiu, “ Em vez do hotel em Bangalore, permita-me que o leve directamente ao ashram de Swami em Whitefield, onde Baba dá o Seu darshan e abençoa os devotos.” O condutor era um homem bom e acrescentou, “Por favor, não fique desapontado. Garanto-lhe que o levarei a tempo ao aeroporto, mas por favor vá ao darshan às 9 horas da manhã, e talvez consiga uma ‘chance’ de falar com Swami.” O Sr. Vadgama anuiu. Em Whitefield esperou por Baba, que passou, mas sem olhar para ele. Mais tarde, em conversa com o condutor lamentou-se, “Ele ainda não olha para mim!”

No dia seguinte, o Sr. Vadgama estava sentado com milhares de devotos. Amado Swami passou ao seu lado, mas uma vez mais não lhe deu o contacto visual! Assim que Swami avançou mais alguns passos, o Sr. Vadgama não se conteve e, quebrando toda a disciplina, quase gritou, “Swami, trouxe uma carta do Dr.Gadhia!” Baba parou, voltou em sua direcção e disse: Accha — Ah! Sim? Aproximou-se e aceitou as cartas. O Sr. Vadgama disse, “Swami, quero uma entrevista!”

Baba prometeu: Passados dois anos — e afastou-se!

A pessoa sentada ao lado do Sr. Vadgama esclareceu-o, “Não deves pedir uma entrevista. Swami sabe a quem dar, e quando dar uma entrevista.”

O Sr. Vadgama, uma vez mais falou alto, “O que é que Ele sabe?” Amado Swami escutou-o, voltou atrás e disse estas muito importantes palavras: Swami sabe tudo! A deslocação das tuas máquinas foi feita por Swami, mas Ele não cobrou dinheiro. O dinheiro que lhe foi dado está guardado na máquina, entre dois barrotes de madeira. Vai e confirma! O Sr. Vadgama ficou perplexo e em lágrimas.
A pessoa a seu lado indagou “Agora, qual é o assunto?” Ele respondeu, “É entre Baba e mim!”

Do ashram em Whitefield, o Sr. Vadgama foi directo para o aeroporto e voou até Bombaim. Telefonou a sua filha Sangita, em Londres, e contou-lhe o que Swami tinha dito. Ela contou a história toda a Bhanubhai Patel e a Gordhanbhai Patel, que se deslocaram ao pavilhão com uma câmara de filmar. Pediram a Sangita que abrisse a máquina mencionada por Swami e, maravilha das maravilhas, encontraram as notas totalizando 75 libras (a quantia dada ao homem que efectuara a mudança das máquinas), cobertas com vibhuti, entre dois barrotes de madeira.

Transcorrida uma hora, o Sr. Vadgama foi contactado em Bombaim e todas as coisas lhe foram relatadas. Ainda não estava plenamente satisfeito. Ao regressar a Londres e ao ver as notas, reconheceu que eram as que tinha dado ao homem, porque estavam manchadas com óleo — no momento da entrega do dinheiro as suas mãos estavam cobertas com óleo!

Agora, em lágrimas, compreendeu que foi Baba (Deus) quem o visitou, e efectuou o difícil trabalho da mudança! Tal como fora prometido por Amado Swami, passados dois anos o Sr. Vadgama recebeu uma mensagem de Baba para, logo que possível, visitar Prasanthi Nilayam. Dentro de três dias, o Sr. Vadgama chegou ao aeroporto de Bombaim, e ficou surpreendido ao ver alguém que segurava um cartaz com o seu nome. Essa pessoa informou, “Swami enviou-me para te receber, e conduzir até Prasanthi Nilayam como Seu convidado.
Amanhã de manhã tomarás café com Swami.” Lágrimas rolaram dos olhos do Sr. Vadgama, e a sua alegria não conhecia limites.
Naquela noite, com a excitação não conseguiu dormir. De manhã foi conduzido até Amado Swami. Ao pequeno-almoço, Baba anunciou: Espera-te imenso serviço no futuro! De momento, há três pavilhões com três fábricas para produzir, destruir e reciclar em Bangalore.
Todos os pratos usados nas celebrações, em todos os festivais, são fabricados ali. Para os devotos que se sentavam perto, Swami declarou: Este Vadgama lavava os utensílios no tempo de Shirdi Baba. Agora fabrica os pratos, e no próximo nascimento será o guardião dos armazéns de Prema Sai!

Que revelação! O Sr. Vadgama, com a excitação, exclamou, “Estarei com Gadhia no meu próximo nascimento, por isso somos irmãos nesta vida!”

Se deseja efectuar a encomenda do Livro “SAI SMARAN”, do Dr. Gadhia, na versão portuguêsa, poderá fazê-lo para os seguintes endereços:

Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript ativado para o visualizar

ou para:

António Aguiar
Rua José de Tavares, N.9
Quintela de Azurara
3530 – 334 MANGUALDE
PORTUGAL

TELEFONE : 00 351 232 623 361

 

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.